Olá pessoas, continuando nossa sequência de posts sobre licenciamento de software livre, hoje vamos abordar a classificação das licenças.

As licenças estão divididas em categorias de acordo com a presença ou não de termos que impõem restrições de licenciamento, essas restrições dizem respeito à redistribuição e até mesmo à criação de trabalhos derivados do original. As categorias são:

  • Licenças Permissivas e

  • Licenças Recíprocas podendo estas serem Parciais ou Totais

As Licenças Permissivas são conhecidas como licenças acadêmicas e tem poucas restrições. Estas licenças devem ser usadas quando se deseja que o projeto possa atingir um maior número de pessoas para ampla divulgação. Elas permitem que qualquer detentor do código possa desenvolver um produto derivado e fechar o código para explorá-lo comercialmente. Entre as licenças permissivas encontramos as Licença BSD da Universidade da Califórnia em Berkeley comentada no nosso post anterior e a Licença MIT Massachusetts Institute of Technology. Como exemplos de projetos que utilizam licenças permissivas temos o servidor web Apache da Apache Software Foudation e a licença Apache (Apache HTTP Server, Apache Tomcat, etc)

As Licenças Recíprocas Totais asseguram que qualquer trabalho derivado do original deva ser redistribuído e disponibilizado sob os mesmos termos da licença original e é conhecida como  copyleft.

O copyleft permite a todos a execução, cópia, modificação eredistribuição das versões derivadas do software impedindo que possam ser acrescentadas restrições a essas modificações. Todo software livre produzido deve permanecer livre e não pode ter seu código fechado. A principal licença desta categoria é a GPL (GNU General Public License) da FSF.

As Licenças Recíprocas Parciais também conhecidas como copyleft fraco dizem que as modificações feitas em um software sob esta licença podem ser disponibilizadas sob a mesma licença. Entretanto, se as modificações foram utilizadas como componente de outro projeto de software, este projeto não precisa, necessariamente, ser disponibilizado sob a mesma licença. Estas representam um equilíbrio entre as Permissivas e as Recíprocas Totais. Como exemplo de Recíprocas Parciais temos a LGPL GNU Lesser General Public License), a MPL (Mozilla Public License) e a EPL  (Eclipse Public License).

Caso você esteja em dúvida sobre qual licença escolher, uma boa ideia é seguir esse fluxograma abaixo:

Fonte imagem: http://ccsl.ime.usp.br/pt-br/legal

Bom, por hoje é só, até semana que vem.

Categoria: Destaque

Deixe um comentario


Acompanhe Por Aqui



Pesquisar


Post Recentes

Universo IF: evento vai...

Posted on Aug - 15 - 2014

0 Comment

Chegou a Campus Party...

Posted on Jul - 23 - 2014

0 Comment

Divulgada a Agenda da...

Posted on Jun - 2 - 2014

0 Comment

Publicidade

  • Anuncie Aqui!
  • Anuncie Aqui!
  • Anuncie Aqui!
  • Anuncie Aqui!

Apoiamos

Parceiros